VOCAÇÃO

Vocação


O teste vocacional, é uma avaliação feita com objetivo de trazer mais clareza para quem está em busca de definir uma carreira a seguir. A ideia de cada teste vocacional é, a partir da análise de um conjunto de características específicas da personalidade, apontar áreas ou profissões em que a pessoa possa se adequar melhor de acordo com seu perfil.

Minha vocação ou o que eu gostaria de fazer para ser alguém na vida começa no final do 3º ano do colegial. Não fiz teste vocacional e nem sabia que existia este tal teste.

Antes disso, eu achava que iria ser jogador profissional de futebol, porque adorava o esporte e praticava muito. Fui convidado para fazer testes em times profissionais e sempre era impedido por minha mãe que queria que eu fosse alguém na vida e isto só se conseguiria com estudos.

Prestei vestibular para turismo. Cursei a faculdade em 2 semestres e constatei que não era minha vocação. Tranquei a matrícula e não voltei mais.

Trabalhei em vários empregos. O meu primeiro, foi aos 15 anos como empacotador. Minha mãe que arrumou este emprego para eu poder ajudá-la nas despesas de casa. Na época eu entregava todo meu salário para ela, dentro de um envelope. As caixinhas que ganhava eu guardava. Acho que minha primeira vocação começava aí, no trato com as pessoas. Dentre os empacotadores eu era quem mais ganhava gorjetas.

Não durei muito no emprego porque minha mãe arrumou um outro para eu trabalhar. Era uma empresa de artefatos de plásticos para hospitais, como sonda, bolsa plásticas e tubos. Trabalhei como office boy e uma das tarefas era entregar nos hospitais os produtos que a empresa vendia, e pude observar que minha vocação para medicina não vingaria.

Depois de muito rodar nos empregos, porque na época havia muitos empregos e podíamos escolher onde trabalhar e só ficava desempregado quem não queria trabalhar.

Entrei em um banco e com o passar do tempo constatei que minha vocação era ser bancário por trabalhar com pessoas e poder ajudá-las.

Neste banco em minhas horas de lazer fazia curso de teatro. Participei de vários festivais e pude constatar que minha vocação poderia ser de ator, mas com a situação econômica do país, a associação dos funcionários terminou com o curso de teatro.

Não me dava por vencido. Canalizava todas minhas energias nos campeonatos de futebol que a associação dos funcionários fazia como inter agências, inter estaduais e até nacionais. Caí de uma cachoeira, quebrei braço, perna, perdi a patela e adeus vocação para o futebol.

Entrei no coral da associação. Gostava muito, porque havia apresentações e lidava com pessoas, mas sabia que não tinha vocação para cantar.

O tempo foi passando e tenho certeza que tive grandes momentos felizes não só em minha vida profissional como também em minha vida familiar.

Terminando meu ciclo no trabalho e diante de muitos questionamentos dos meus colegas, afirmando que não iria me acostumar com a vida de aposentado, finalmente pude constatar que a minha verdadeira vocação era justamente ser um aposentado.

Não ter hora para dormir, não ter hora para acordar. Viajar muito, assistir aos jogos de futebol do Brasil e do mundo, pescar, brincar com meus netos, ir comer churrasco na esquina, beber cervejas, jogar conversa fora, rever familiares, passear com a cachorra, enfim, coisas simples para desfrutar a vida.

A crônica poderia terminar aqui com este final feliz, mas infelizmente uma doença, a Covid-19, estragou tudo. Agora faço parte do grupo de risco, em pensar que já participei de um grupo de teatro, coral, futebol, amigos e pro aí vai. O futebol acabou. Suspenderam os jogos. Os netos, não posso ir visitá-los. Viajar? Nem pensar, por conta do isolamento. Pescar? Só quando assisto televisão. Churrasco na esquina? só quando terminar a pandemia.

Não me dou por vencido. Muitas coisas positivas existem.

Tempo para ler livros, tempo para escrever, tempo para assistir filmes no Netflix, tempo para tocar violão, tempo para fazer curso de inglês pela internet, tempo para a família, se bem que alguns arranca rabos acontecem, mas é normal.

Saudades dos entes queridos, dos amigos, dos abraços, dos apertos de mãos, dos beijos…

Sou otimista. Isto tudo vai passar e aprenderemos a dar muito mais amor para as pessoas, ou seja, ser um eterno aprendiz, ser mais solidário, ser mais feliz, agir mais com o coração, sem sentir vergonha do que está fazendo.

Viver e não ter a vergonha de ser feliz.



Publicado por Nelson Faria

Eu sou o que sou, porque faço da minha maneira. Simples assim. Sem prejudicar ninguém e amando todos, independente de raça e religião. Palmeirense de coração.

9 comentários em “VOCAÇÃO

  1. Prezado Nelson;
    Não tinha noção da sua lista de trabalhos. Um dia te conto a minha!
    Em relação aos tempos que estamos vivendo, estou me sentindo como um verdadeiro aposentado: ficar o dia todo de pijamas ou só de cueca, não fazer a barba, não escovar os dentes, não tomar banho… Só não entendo porque minha mulher não me procura mais…

    Curtir

    1. KKKKK. Também não sei o motivo que ela não te procura.
      Sou aposentado, não fico de pijamas porque não tenho,mas fico de cueca. Não fiz a barba por alguns dias, mas não gostei de mim barbudo, então fiz a barba. Continuo tomando banho todos os dias e escovando os dentes porque temos mais tempo. Minha mulher como a tua também não me procura. Vou tentar procurá-la, você pode fazer o mesmo. kkkkkk

      Curtir

  2. Muito bom ler tuas recordações, pois trás as minhas à cabeça. As pressões dos pais para serem algo que eles achavam q seria bom para nós. Já pensou o Nelson jogador e futebol profissional? Seria demais, mas também não o conheceria. Esse trato com as pessoas que é nato dele é que me conquistou a amizade.
    Quanto ao vírus rezo todo dia para todas s pessoas e espero que realmente elas melhorem depois que tudo isso passar. É vai passar. Deus proteja vc e tua linda família.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: