QUEIROZ

Cinco e trinta da manhã, toca o telefone.

  • Alô.
  • Quem está falando?
  • Você desejaria falar com quem?
  • Com você mesmo.
  • E você sabe com quem está falando?
  • Claro que sei. Como eu iria ligar para uma pessoa às cinco e meia da manhã, sem saber quem é? Queiroz, estou aqui para te ajudar. Sou advogado e dos bons.
  • Primeiramente, não sou Queiroz e depois não preciso de advogados.
  • Sabia que era você, só mesmo você para falar assim. Só porque está morando na casa de um advogado.
  • Escuta aqui meu amigo, você está redondamente enganado. Já disse que não sou o Queiroz. Vou desligar o telefone.
  • Não faça isso! Se desligar não irá saber o que está para acontecer.
  • E o que está para acontecer?
  • Viu como você é o Queiroz! Não desligou, porque sabe que tenho notícias sobre o seu caso.
  • Que caso? Que notícias? Só não desliguei, porque fiquei curioso.
  • Que história é essa Queiroz?
  • Meu amigo, foi engano. Eça de Queiroz foi um escritor.
  • E por que eu ligaria para um morto?
  • Não sei, você só pode ser um louco.
  • Um louco saberia sobre os vários depósitos em sua conta? Será que esse dinheiro é devido a venda de carros? Você realmente sabe ganhar dinheiro.
  • Escuta aqui…
  • Você continua vendendo carros para sobreviver?
  • Que carros? Você além de louco é fantasioso.
  • Então como eu sei que você está abrigado na casa de um advogado famoso? Já espremeu as laranjas para o desjejum? Você sabe qual o seu apelido aqui fora? Espremedor de laranjas.
  • O senhor está me ofendendo. Liga para minha casa nesse horário, diz que eu sou o Queiroz e me chama de espremedor de laranjas. Eu tenho como rastrear esta ligação. O senhor vai pagar por tudo isto que está dizendo. Não sou o Queiroz.

Do outro lado da linha, a pessoa ficou em dúvida e assustada.

Não tendo a certeza que ligou para o numero certo, disse:

  • Este telefone não é de Atibaia? DDD 11 telefone 99…

Neste momento ouve-se um barulho de sirenes e pessoas entrando na casa dizendo: É a polícia Federal!

Os dois desligaram o telefone no mesmo instante.

Publicado por Nelson Faria

Eu sou o que sou, porque faço da minha maneira. Simples assim. Sem prejudicar ninguém e amando todos, independente de raça e religião. Palmeirense de coração.

7 comentários em “QUEIROZ

  1. Prezado Nelson;
    Você como sempre nos brinda com mais um texto bem humorado pegando carona nos acontecimentos factuais do dia! Parabéns!
    Também me sinto lisonjeado por ter feito uma concepção artística de sua crônica e você a ter utilizado.
    Que Deus te abençe e te guarde.
    OBS: Não vejo a hora de voltar a Fortaleza e tomar um suco de laranja com você e sua hospitaleira família!
    :

    Curtido por 1 pessoa

    1. A união faz açúcar? sim, mas ela também faz a força. Com apenas pouco tempo para fazer uma concepção artística e principalmente entender o que a crônica tem como mensagem para passar ao leitor, fico tranquilo para escrever outras e pedir seus desenhos.
      Obrigado pelos elogios e agradecendo a internet que fez em tão curto espaço de tempo o contato entre o Rio de Janeiro e Fortaleza. O que é a tecnologia!!!!
      Até a próxima.
      Abraços

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: