PUDIM DE PÃO

O primeiro pudim de pão a gente não esquece.

Sem inspiração para escrever, fui me aventurar na cozinha. Abri o Google e peguei uma receita de pudim de pão.

Mãos a obra. Ingredientes.

3 pães (francês),2 ovos, 2 e 1/2 colheres de farinha de trigo, 2 colheres de margarina. 1 e 1/2 colheres de açúcar e leite para molhar o pão.

Comecei a fazer e analisar. Primeiro, o pão (francês) tem que ser amanhecido ou no linguajar popular, pão duro ou pão velho. Não serve para nada, a não ser, fazer torradas ou pudim de pão. Você pode comê-lo assim mesmo, mas as pessoas não gostam. Preferem os fresquinhos. Segundo, os ovos, você pode fritá-los e cozinhá-los para comer, mas sempre com um outro ingrediente, por exemplo, o sal. Crú ninguém gosta. Terceiro, farinha de trigo e margarina. Puras, ninguém come. Quarto, o açúcar, apesar de ser doce, não se costuma comê-lo puro, principalmente em quantidades maiores, porque não faz bem à saúde e por último o leite, que é o único que se pode tomar puro e não faz mal a ninguém, apenas para quem é alérgico a lactose.

Se você seguir a receita, ficará um pudim de pão muito saboroso. Eu comprovei. Se quiser colocar um pouco mais de açúcar, um pouco mais de leite ou mesmo um pouco mais de farinha de trigo, creio que continuará saboroso. Se exagerar nos ingredientes, como por exemplo, colocar muito açúcar, poderá ficar enjoativo. Se for mais radical e mudar a receita, colocando por exemplo, pimenta, lógico que estragará o pudim de pão.

Não queria fazer comparações, principalmente com os políticos, mas o cérebro não me deixa em paz, fica borbulhando em ideias.

Os pães duros seriam os políticos, nem precisa comentar o porquê. O leite seria os presidentes do Senado e da Câmara, para amaciar os pães duros. A farinha de trigo seria o presidente, porque quando colocada ao vento, forma uma nuvem de fumaça para esconder os maus feitos. A margarina seria, os assessores e políticos escorregadios, ninguém consegue pegá-los. Os ovos seriam os ministros do STF, quase intocáveis porque são sensíveis e se quebrarem mostram suas algemas, digo gemas e deixam as claras exposta, ou seja, deixa tudo as claras.

O importante é o tempo e os ingredientes corretos.

No pudim de pão, quando você bate todos eles no liquidificador e depois os leva ao forno por 40 minutos, sairá um doce muito saboroso, mas se você deixá-lo além do tempo, este pudim poderá queimar e estragar tudo, ficando inadequado para a ingestão.

O pudim de pão é o Brasil.

A receita é a renovação no nosso país. Os homens e as mulheres (ingredientes) isolados, não tem efeito nenhum, como no caso do pudim, mas se misturar tudo, pode ser revertido em coisas boas para a nação, desde que não passe do tempo e nem coloquem pimentas neste pudim.

O meu pudim de pão, feito pela primeira vez, ficou muito saboroso, já o Brasil não está nem um pouco saboroso. Este estragou, pelo tempo e pelos ingredientes indesejáveis fora da receita, como as pimentas.

No pudim de pão as formas podem ser de todos os tipos e tamanhos, as mais usadas para esta finalidade são as redondas e retangulares. Na política pode ser de todos os partidos, de centro, de esquerda ou direita. Como relatado, tudo depende do tempo que for deixar. A vantagem na política, é que depois de algum tempo, você pode trocar para tentar melhorar. Nem sempre dá certo. No pudim de pão, não tem esta vantagem, se passar do tempo e queimar, tem que fazer outro.

Chego a conclusão, que há uma luz no final do túnel. Nas próximas eleições vamos tirar algumas pimentas que já passaram do tempo e tentar fazer um país melhor. independente da ala dos candidatos, porque ao misturar poderá sair coisas benéficas para o nosso país, como no pudim de pão.

Gostou da receita?

Publicado por Nelson Faria

Eu sou o que sou, porque faço da minha maneira. Simples assim. Sem prejudicar ninguém e amando todos, independente de raça e religião. Palmeirense de coração.

10 comentários em “PUDIM DE PÃO

  1. Sabe q nunca fiz um pudim de pão? Nunca sobra. Adoro o pai francês!!! Gostaria de ter provado o que fez. Rsrs. É muito gostoso um pudim de pão!!!Gostei das suas colocações. As vezes fazemos algo automaticamente e nunca reparamos. Continue a escrever amiguinho!!!

    Curtir

  2. Como diria Oswaldo Montenegro: “ Que a arte me aponte uma resposta
    mesmo que ela mesma não saiba
    e que ninguém a tente complicar
    pois é preciso simplicidade pra fazê-la florescer”
    Te amo! ❤️

    Curtir

  3. Grande Nelson! Desculpe-me a demora em vir aqui ler seu blog. Mais uma vez não me decepcionei! Você além de escritor é também um grande professor! A receita de pudim-de-pão serviu para dar uma aula discreta sobre política! Pior que são 15:00hs da tarde e fiquei com vontade de comer uma fatia de pudim-de-pão! Só você mesmo Nelson! Kkkk! Abçs!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: